sexta-feira, 8 de fevereiro de 2008

A questão da Segurança

O Firewall é o mecanismo de segurança posto entre a rede interna e a rede externa com a finalidade de permitir ou bloquear o acesso de computadores remotos aos serviços que são oferecidos em um perímetro ou dentro da rede corporativa.

Pode ser baseada em hardware ou software.

Normalmente existe um conjunto balanceado de técnicas de forma a resolver os vários problemas que possam surgir.

Actualmente um Firewall não garante que uma empresa esteja livre de sofrer ataques, este é auxiliada pelo IDS (sistema de detecção de intrusão).

Uma forma mais avançada de segurança combina o IDS com o Firewall, onde o IDS detecta o intruso e interage com o Firewall para que o tráfego de futuros pacotes possa ser negado.

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Diferença entre grupos de discussão e conversação em directo

Grupos de discussão (Newsgroups)
Este serviço cria espaços ou fóruns de discussão onde os utilizadores podem abordar os mais diversos assuntos. (Não é em directo)


Comunicação em tempo real (chat)
O IRC é o serviço da Internet utilizado para conversar com outro utilizadores em tempo real.
Os programas mais conhecidos são o MIRC e o ICQ

Firewall / IDS

O Firewall é o mecanismo de segurança posto entre a rede interna e a rede externa com a finalidade de permitir ou bloquear o acesso de computadores remotos aos serviços que são oferecidos em um perímetro ou dentro da rede corporativa.
- Pode ser baseada em hardware ou software.
-Normalmente existe um conjunto balanceado de técnicas de forma a resolver os vários problemas que possam surgir.
Actualmente um Firewall não garante que uma empresa esteja livre de sofrer ataques, este é auxiliada pelo IDS (sistema de detecção de intrusão).
- Uma forma mais avançada de segurança combina o IDS com o Firewall, onde o IDS detecta o intruso e interage com o Firewall para que o tráfego de futuros pacotes possa ser negado.

NetEtiquette

A comunicação via Internet levou a que os utilizadores fossem estabelecendo normas de boa convivência.

NetEtiquette é um conjunto de atitudes e normas recomendadas (não impostas) para que todos os utilizadores possam comunicar através da Internet de uma forma cordial e agradável.

Diferença entre Web e Internet

A World Wide Web (WWW) ou simplesmente Web, é um conjunto de informação que existe em todo mundo, alojada em centenas de servidores Web.
- Páginas da Net

A Internet é uma rede global de computadores interligados que comunicam entre si.

A Web utiliza a rede da Internet para interligar os seus websites.

O que é preciso para aceder à NET?

Hardware
- 1 computador
- 1 modem: é o aparelho que permite aos computadores comunicarem entre si através das linhas telefónicas.
- Linha telefónica normal, ou RDIS ou ligação por cabo

Software
É disponibilizado pelas empresas que fornecem as ligações à Internet.

- Web browsers – programa que permite a visualização de páginas.
* Netscape Navigator
* Internet Explorer

Fornecedores de serviços (ISP)

É uma entidade que nos disponibiliza um serviço, permitindo ligar o nosso computador ao computador dessa entidade, que por sua vez está ligado à Internet.


Fornecedores portugueses:
- Telepac
- Clix
- Sapo
- Oninet
- IOL
- Netcabo

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

Acesso à Internet: modalidades, equipamentos e fornecedores do serviço de acesso

Tipos de acessos e equipamento necessário
As pessoas e empresas que não têm a possibili­dade de ter uma ligação directa à Internet terão de recorrer à segunda alternativa: utilizar um acesso indirecto através de um fornecedor de serviço de acesso (ISP).
Neste último caso, existem ainda várias modalida­des possíveis de acesso, consoante as tecnologias disponibilizadas pelo fornecedor desse acesso, como, por exemplo:
*linhas telefónicas tradicionais - em que se utiliza obrigatoriamente um modem e em que as taxas de transmissão vão, normalmente, até um máximo de 56 Kylobits por segundo (Kbps);
*linha RDIS (Rede Digital com Integração de Servi­ços) - que utiliza um adaptador próprio para esta rede e permite usar o telefone e o acesso à Inter­net ao mesmo tempo, a uma taxa de 64 Kbps;
*redes de TV por cabo - acesso à Internet sobre o mesmo cabo que distribui televisão, com taxas de transmissão até 24 Mbps;
*ligações ADSL (Assymetric Digital Subscriber Une) - sistema que, embora utilize as redes telefónicas tradicionais, permite atingir velocidades de trans­missão até 24 Mbps.
*Rede sem fios (Wireless ou WLAN) é um meio flexível de comunicação de dados, alternativa a uma rede com fios (LAN) dentro de um edifício. Usando ondas electromagnéticas, as redes sem fios transmitem e recebem dados pelo ar, criando campus virtuais. Para se ter acesso à Internet através de uma rede Wi-Fi ( também conhecida como Wlan) deve-se estar no raio de acção de um ponto de acesso (normalmente conhecido por hotspot) ou local público onde opere uma rede sem fios e usar um dispositivo móvel, como um computador portátil. Atingem velocidades de 54Mbps.
*A cobertura 3G está em acelerada expansão. A velocidade de acesso depende do tipo de cobertura existente nesse local, podendo oferecer velocidades de download até 7,2 Mbps.

Fornecedores do serviço de acesso (lSP)

Em Portugal temos já uma grande quantidade de ISP ou fornecedores de acesso à Internet.
Muitos deles oferecem um serviço gratuito, com números de acesso telefónico a preços de cha­mada local, cabendo ao utilizador pagar apenas o custo da ligação telefónica.
O acesso RDIS implica uma modificação da linha telefónica tradicional e um dispositivo adaptador em vez de modem. Em termos de custos, este acesso tem, na sua versão básica, uma taxa fixa, normalmente superior ao da linha telefónica tra­dicional, sendo o custo das chamadas igual. O acesso RDIS básico não é considerado de banda larga, mas tem um desempenho consideravel­mente melhor do que o da linha telefónica com modem.
Os serviços de banda larga - cabo e ADSL - nor­malmente são subscritos com o pagamento de uma taxa fixa ou mista (taxa + pagamento por quantidade de informação transmitida ou tempo de utilização).

Os Principais Tipos de Serviços da Internet (Cont.)

Fóruns de Discussão
Também denominados de News ou Newsgroups são diferentes designações para um outro tipo de serviço disponí­vel na Internet. Este serviço está associado ao con­ceito de fórum de discussão.Trata-se de um sistema de troca de mensagens em espaços abertos (fóruns) para que os seus utiliza­dores possam lançar temas de discussão, que vão sendo desenvolvidos com os contributos de quem quiser fazer parte do grupo.

Videoconferência
Este é um dos serviços que a Net disponibiliza para estabelecer o diálogo com outras pessoas.Esta funcionalidade é, actualmente, utilizada em empresas, na realização de reuniões entre pessoas situadas em diferentes pon­tos do país, por centros de saúde com carências em termos de médicos para a realização de consultas de rotina, por instituições de ensino à distância, etc.Para que uma sessão de videoconferência se realize é necessá­rio dispor de um programa adequado e de algum equipamento específico.O equipamento necessário (hardware) poderá variar conforme o tipo de videoconferência que se pretenda promover, nomeada­mente:
. Videoconferência realizada a partir de um estúdio - utilizada normalmente em reuniões, cursos, palestras, etc., onde é necessário recorrer a modernos e sofisticados equipamentos de vídeo e áudio.
. Videoconferência realizada a partir de um computador - rea­lizada, normalmente, a partir de casa ou de um escritório, não havendo uma grande preocupação em termos de quali­dade de som e de imagem. Nesta situação, apenas é neces­sário dispor de um computador, de um acesso rápido à Internet e de uma câmara de vídeo para computador.

Os Principais Tipos de Serviços da Internet (Cont.)

World Wide Web – WWW

O surgimento da World Wide Web (WWW) ou simplesmente Web constituiu um factor decisivo na popularização da Internet à escala mundial.As principais razões associadas a esse facto têm a ver com a facilidade de utilização deste tipo de sis­tema (com interfaces gráficas amigáveis) e tam­bém com os benefícios provenientes da concorrên­cia entre fornecedores de acesso e entre os fabri­cantes de software cliente (browsers) - distribuídos gratuitamente.O mais admirável do WWW é que não se trata apenas de mais um serviço da Internet, a adicionar a outros já existentes; trata-se, na verdade, de um sistema que consegue utilizar praticamente todos os outros recursos da Internet (e-mail, FTP, etc.), para além de ter permitido o desenvolvimento dos seus próprios mecanismos (como, por exemplo, os mecanismos de pesquisa de informação).Desta forma, a Internet passou quase a ser sinó­nimo de World Wide Web, ou melhor, para mui­tos, a face visível da Internet é apenas a Web, atra­vés dos web browsers.A World Wide Web, WWW ou simplesmente Web consiste num sistema de hipertexto ou hipermédia à escala planetária. Hipertexto ou hipermédia quer dizer, neste contexto, documentos que contêm liga­ções de uns para com outros, incluindo não apenas texto, mas também imagens, sons, vídeos, etc.A transferência de informação dá-se entre compu­tadores que actuam como servidores (web servers) e outros que actuam como clientes (cujo software de acesso são os web browsers). O protocolo que assegura essa transferência é o HTTP - Hypertext Transfer Protocol (funcionando sobre os protocolos de base da Internet - TCP/IP).Os computadores que contêm informação neste sistema (documentos HTML, protocolo HTTP) e que estão disponíveis para serem acedidos por outros computadores são chamados servidores de Web ou Web servers.

Os Principais Tipos de Serviços da Internet (Cont.)

Transferência de ficheiros – FTP

O serviço de transferência de ficheiros (envio e recepção) entre computadores da Internet é, tal como o e-mail, um dos serviços da Inter­net que vem desde os primeiros tempos.Este serviço da Internet é assegurado pelo proto­colo FTP (File Transfer Protocol).A operação de transferência de um ficheiro de uma máquina remota para a nossa chama-se download.A operação inversa, ou seja, o envio de um ficheiro para uma máquina remota chama-se upload.

Os Principais Tipos de Serviços da Internet

A Internet oferece um conjunto diversificado de serviços telemáticos, dos quais destacamos os prin­cipais:

*correio electrónico (e-mail);
*transferência de ficheiros (ftp);
*serviços de busca de informação;
*fóruns de discussão;
*conversação em directo;
*videoconferência; etc.

Correio electrónico (e-mail)
O correio electrónico - ou e-mail, como é mun­dialmente conhecido - foi dos primeiros serviços telemáticos a serem implementados na Internet e ainda hoje é reconhecido como um dos mais úteis e utilizados. Em geral, o correio electrónico é um serviço que permite enviar mensagens através dos computadores e de outros dispositivos de comuni­cação das redes.
A principal vantagem do correio electrónico sobre o correio tradicional é, sem dúvida, a sua rapidez: em poucos segundos, uma mensagem pode viajar milhares de quilómetros, de um continente para outro.
O envio de uma mensagem de correio electrónico para um outro utilizador da Internet pressupõe, obviamente, o conhecimento do seu endereço de e-mail.
Os endereços de e-mail são do seguinte tipo:
(que se lê: bernardete.vaz at gmail.com).
A primeira parte do endereço (no nosso exemplo, bernardete.vaz) identifica um utilizador. A seguir ao símbolo @ (que pode ler-se" arroba" ou at, em inglês) vem o endereço do servidor de e-mail no qual o utiliza­dor tem conta (espaço reservado para a recepção de mensagens de e-mail).

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

ASPECTOS GERAIS SOBRE REDES DE COMPUTADORES E INTERNET

Redes de computadores - Conceito e Objectivos

Uma rede de computadores é um sistema de comunicação de dados, constituído através da interligação de computadores e outros dispositi­vos, com a finalidade de trocar informação e parti­lhar recursos.

Os principais objectivos e vantagens da utilização de redes de computadores são:

-partilha de recursos físicos da rede: discos ou outros dispositivos de armazenamento de infor­mação, impressoras, modems ou outros meios de ligação à Internet, etc.
- partilha de programas e ficheiros de dados ou documentos: através de uma rede é possível a vários utilizadores, cada qual no seu posto de trabalho, acederem a um mesmo programa loca­lizado num dos computadores da rede ou terem acesso a dados (documentos, bases de dados, etc.) em outros computadores;
-intercâmbio de informação entre os utilizadores: por exemplo, através de correio electrónico, transferência de ficheiros, etc.;
-melhor organização do trabalho, nomeadamente com a possibilidade de:
* definição de diferentes níveis de acesso à infor­mação consoante os utilizadores;o supervisão e controlo do trabalho na rede por parte dos responsáveis;
* constituição de grupos de trabalho;
* calendarização de tarefas; etc.
As redes de computadores, em conjugação com os sistemas de telecomunicações, estão a tornar-se uma realidade cada vez mais marcante na nossa civi­lização e organização social.
As diversas instituições sociais (administração pública, empresas, escolas, hospitais, etc.), bem como os cidadãos em geral, passaram a poder dispor de meios informáticos que podem ser ligados a redes locais ou de âmbito alargado, por onde circulam gran­des quantidades de informação.
Por esta razão, alguns sociólogos consideram que a informação e a sua circulação através dos novos media tecnológicos são as características mais mar­cantes dos nossos tempos, a ponto de chamarem à nossa sociedade, Sociedade da Informação.
É neste contexto que se integram as Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC).

Redes Locais (LAN) e redes alargadas (WAN)

As redes de computadores podem ser de muitos tipos. Uma das principais distinções que se faz ao nível das redes de computadores é a que tem a ver com a abrangência geográfica das redes. Com base neste critério podemos distinguir:

Rede de área local ou LAN (Local Area Network) ­- em que a abrangência de uma rede se limita a uma sala ou a um edifício;

Rede de área alargada ou WAN (Wide Area Network) - rede de computadores ou conjunto de redes cuja abrangência se estende por uma região, várias regiões, vários países ou até a totalidade do Globo (como é o caso da Internet).

Nesta categoria de redes, há vários tipos de redes que são: Redes Locais sem Fio ou WLAN (Wireless Local Area Network), Redes de Longa Distância sem Fio ou WWAN (Wireless Wide Area Network).

A base da arquitectura da Internet - os protocolos TCP/IP

Foi no âmbito das equipas de trabalho que desenvolveram a ARPnet que surgiram os protocolos TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol).Esta família é composta por diversos protocolos, incluindo os que lhe dão o nome TCP e IP.

TCP define o conjunto de regras para estabelecer a ligação e a comunicação.
IP define a forma como um determinado computador é reconhecido na Internet - endereço IP.
O endereço IP é constituído por um conjunto de 4 números de 0 a 255 (ex: 175.121.12.1).

Acima dos protocolos TCP/IP, funcionam os protocolos das aplicações:

SMTP(Simple Mail Transfer Protocol) associado ao serviço de correio electrónico.
FTP (File Transfer Protocol) associado ao serviço de transferência de ficheiros.
HTTP (HyperText Transfer Protocol) à associado ao sistema de transferência de documentos hipertexto (páginas HTML) da Web.

Endereços IP e DNS (Domain Name System)

A cada endereço IP está associado um nome mais fácil de ser memorizado pelo utilizador.
Este sistema de endereçamento com nome é denominado DNS.

Os endereços por nomes têm um formato do género dos seguintes:
www - Serviço a que o endereço está associado
portoeditora - nome da empresa
pt - país que pertence ou entidade

Endereço URL (Universal Resource Locator)

Exemplos de endereços URL:
http://ww.microsoft.com/tutorial/default.html
http://www.up.pt/ciup/cusi/cusi.htm
A sua forma genérica é: protocolo://servidor/localização

Estes endereços podem ser decompostos em 3 partes:

O prefixo que indica o protocolo ou tipo de serviço de acesso. O tipo de serviço mais comum para aceder à informação é http://, mas também existe o ftp:// e o news:.
O endereço do servidor – é um endereço normal de um computador ou site da Internet
(Ex. http://www.microsoft.com/).
O local da informação indica as directorias ou subdirectorias da localização da página
(Ex.: tutorial/default.html ).

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Teste do 2º Periodo

Turma do 9º1:
Dia 21 de Fevereiro de 2008

Turma do 9º 2:
Dia 19 de Fevereiro de 2008

Turma do 9º4:
Dia 22 de Fevereiro de 2008

Turma do 9 º 5:
Dia 21 de fevereiro de 2008

História da Internet

Surgiu em 1969 nos EUA

Pretendia-se desenvolver uma rede de comunicações que interligasse os supercomputadores da defesa americana e de algumas grandes universidades, de forma que, no caso de haver um ataque nuclear, as comunicações não fossem interrompidas.
No inicio dos anos 80 adoptou-se um conjunto de protocolos TCP/IP, que permitiu a universidades, centros de investigação e outros departamentos militares e governamentais americanos criarem as suas próprias redes.

Nasceu a Internet: a rede das redes.

No inicio dos anos 90, a Internet começa a ser explorada comercialmente, o que originou o seu grande crescimento.

O que é a Internet?

A Internet é uma rede mundial de computadores ligados entre si através de linhas telefónicas comuns, linhas de comunicação privadas, satélites e outros serviços de telecomunicação.
Os computadores comunicam entre si utilizando uma linguagem comum – protocolo.
Protocolo – É um conjunto de regras pelas quais se rege a comunicação entre computadores, fundamental para o funcionamento das redes de computadores