terça-feira, 15 de janeiro de 2008

A base da arquitectura da Internet - os protocolos TCP/IP

Foi no âmbito das equipas de trabalho que desenvolveram a ARPnet que surgiram os protocolos TCP/IP (Transmission Control Protocol/Internet Protocol).Esta família é composta por diversos protocolos, incluindo os que lhe dão o nome TCP e IP.

TCP define o conjunto de regras para estabelecer a ligação e a comunicação.
IP define a forma como um determinado computador é reconhecido na Internet - endereço IP.
O endereço IP é constituído por um conjunto de 4 números de 0 a 255 (ex: 175.121.12.1).

Acima dos protocolos TCP/IP, funcionam os protocolos das aplicações:

SMTP(Simple Mail Transfer Protocol) associado ao serviço de correio electrónico.
FTP (File Transfer Protocol) associado ao serviço de transferência de ficheiros.
HTTP (HyperText Transfer Protocol) à associado ao sistema de transferência de documentos hipertexto (páginas HTML) da Web.

Endereços IP e DNS (Domain Name System)

A cada endereço IP está associado um nome mais fácil de ser memorizado pelo utilizador.
Este sistema de endereçamento com nome é denominado DNS.

Os endereços por nomes têm um formato do género dos seguintes:
www - Serviço a que o endereço está associado
portoeditora - nome da empresa
pt - país que pertence ou entidade

Endereço URL (Universal Resource Locator)

Exemplos de endereços URL:
http://ww.microsoft.com/tutorial/default.html
http://www.up.pt/ciup/cusi/cusi.htm
A sua forma genérica é: protocolo://servidor/localização

Estes endereços podem ser decompostos em 3 partes:

O prefixo que indica o protocolo ou tipo de serviço de acesso. O tipo de serviço mais comum para aceder à informação é http://, mas também existe o ftp:// e o news:.
O endereço do servidor – é um endereço normal de um computador ou site da Internet
(Ex. http://www.microsoft.com/).
O local da informação indica as directorias ou subdirectorias da localização da página
(Ex.: tutorial/default.html ).